domingo, 7 de Fevereiro de 2010

Cisto ovário.



Os ovários são dois órgãos que estão situados um de cada lado do útero. Tem como função libertar óvulos e produzir hormonas(estrogênio, progesterona, androgénios), o qual estes por sua vez são regulados por outros dois hormonas da hipófise(glândula situada na base do cérebro) denominadas pela hormona folículo estimulante (FSH) e a hormona luteinizante (LH).Estas duas hormonas são importantes do desenvolvimento do folículo e na regulação do momento da ovulação.
Todos os meses, nas mulheres com ciclos menstruais regulares e que estão ovulando normalmente, um destes folículos cresce até cerca de 20 mm de diâmetro e então libera um óvulo (ovulação) que passa para a trompa de Falópio. Aqui ocorre a fertilização, antes que o óvulo fertilizado (embrião) continue até o útero para se implantar no seu revestimento (endométrio) e desenvolver uma gravidez. Se nenhum óvulo for fertilizado, o endométrio é eliminado como menstruação, cerca de 14 dias depois da ovulação.
No nascimento os ovários são providos com milhares de óvulos, cada um deles rodeado por células que se desenvolvem em uma pequena vesícula cheia de liquido, chamada folículo.





Os cistos são muito comuns e podem surgir em diversas partes do nosso organismo. Por qualquer razão, uma determinada região acumula líquido e forma bolsas que damos o nome de cisto. Ainda há quem os chame de quistos, mas o termo está em desuso. Muitas vezes nascemos com eles e são cistos embrionários que por qualquer motivo não evoluíram e ficaram lá “quietos” e em determinada fase de nossa vida podem “acordar” e dar sintomas.
Os cistos no ovário afectam mulheres de todas as idades. Porém, eles ocorrem mais frequentemente em mulheres em idade reprodutiva
Nos ovários o mais comum são os cistos de funcionais, ou seja, aqueles que surgem por acção hormonal. E aumentam e regridem com a variação do ciclo. Vão e voltam. Aparecem e regridem sem a necessidade de intervenção e a maioria das pessoas nem se apercebe.
Os cistos de ovário dependendo da sua tipologia poderão atingir dimensões consideráveis.

Quais são os tipos mais comuns de cistos de ovário?





Cistos funcionais
: Formados a partir do funcionamento normal dos ovários, este tipo de cisto desaparece, na maioria das vezes, depois de dois a três meses. Como estes cistos são formados durante o processo de ovulação, raramente ocorrem em mulheres na menopausa ou em crianças. Normalmente não é necessário nenhum tipo de tratamento.






Cistos dermoides (teratomas): são cistos preenchidos com vários tipos de tecidos do organismo, que podem conter em seu interior estruturas como cabelo, gordura, ossos, cartilagem e outros. Podem ocorrer em qualquer idade e, eventualmente, se tornar malignos. O tratamento é a retirada do cisto por cirurgia.

Endometriomas: são também conhecidos como "cistos de chocolate". Aparecem quando o endométrio (camada interna do útero) adere ao ovário. O tratamento, na maioria das vezes, é cirúrgico.

Cistoadenomas (seroso e mucinoso): são tumores benignos que se desenvolvem a partir das células que recobrem o ovário. Podem atingir grandes tamanhos e o tratamento é cirúrgico.

Cistadenocarcinomas (seroso e mucinoso): são tumores malignos que também se desenvolvem a partir das células que recobrem os ovários. Muitas vezes apresentam áreas sólidas no seu interior. O tratamento é cirúrgico; eventualmente precisa ser complementado com quimioterapia.


Causas

O cisto que aparece pela multiplicação indeterminada das células da camada superficial do ovário (epitélio) não tem causas determinadas. O funcional aparece em mulheres com irregularidade hormonal.

Os sintomas…

Normalmente os quistos não apresentam sintomas ainda que podem aparecer alguns como por exemplo:

· Alterações menstruais, que podem ser muito variadas, por exemplo: atraso na menstruação, sangramentos entre menstruações, menstruações muito abundantes, ausência de menstruação, etc.

· Dor abdominal, antes ou depois da menstruação.

· Dor aguda na zona pélvica.

· Perda de peso (em casos de cisto maligno)

Como são detectados os cistos?

Geralmente os cistos não apresentam sintomas; por isso, é aconselhável realizar um exame ginecológico cada ano, já que é nestas consultas onde são detectados habitualmente.
Se o ginecologista suspeitar de cistos malignos, aconselhará realizar outras provas para confirmar o diagnóstico.

Qual é o tratamento?

O habitual é que os cistos desapareçam sós; mas se isto não suceder, o mais frequente é recomendar um tratamento hormonal. Se com isto não for suficiente ou se os cistos forem realmente incómodos pelo seu tamanho e dor, o mais habitual é realizar cirurgia.
A cirurgia aplica-se quando existe realmente uma dor importante e o cisto mede mais de 30 centímetros.
A cirurgia costuma ser simples podendo se realizar pela laparoscopia, que consiste numa cirurgia pouco invasiva porque, se realiza por meio de pequenas incisões. No entanto, por vezes os cistos são maiores e aí precisam da cirurgia aberta.

Os cistos afectam à fertilidade?

Um dos maiores medos que as mulheres costumam ter quando lhe é diagnosticado cisto nos ovários é o de ser infertil. No entanto, em termos gerais todos os especialistas indicam que ter cistos não significa ser infertil. Os cistos têm solução e tratamento.
Portanto as mulheres que sofrem de cistos nos ovários, poderão engravidar, no entanto torna-se necessário referenciar que a dificuldade será maior, contudo a gravidez é possível.

Nota: As imagens apresentadas no respectivo artigo, foram obtidas através da pesquisa no google imagens.

16 comentários:

Sissia disse...

Olá Lina,
obrigada pelo teu comentário tão querido. Tudo vai correr bem se Deus quiser. Continua o excelente trabalho. É um orgulho saber o que tu fazes. Bj

Catia disse...

Ola boa tarde


Tava a procura de um significado para o que me foi dectado e encontrei o seu blog, mas infelizmente como em todos os lados que ja procurei não refere o que me foi diagnosticado.
Foi me diagnosticado um quisto não puro no ovario, que mede 33/39mm. Mas não encontro nada que me possa explicar o que isso significa.
Sera que me pode ajudar?
bjinhos

Lina Agrela disse...

olá, Cátia desculpa o atraso ao respondera tua questão, mas, como gosto de ter a certeza do que digo, fui primeiro pesquisar para te dar uma resposta mais fidedigna.
cisto não puro, é um termo pouco usual...no entanto existem médicos que ainda usam esta terminologia...cisto puro é aquele tipo de cisto que no seu interior é constituido por apenas 1 único tipo de tecido, enquanto que no cisto não puro, os tecidos são de origem diferentes, ou seja, são os denominados de cistos dermoides...mas, claro que o ídeal será analisar o relatorio dos exames laboratoriais...quem melhor te poderá explicar será o teu médico assistente...e nestes casos pela dimensão apresentada, o tratamneto é cirúrgico....no entanto, espero ter ajudado no esclarecimento...bjinho

Marta disse...

ola boa tarde.eu foi fazer uma ecografia ao utero e no relatorio vem a dizer que nas areas anexiais sem alteraçao,com um pequeno quisto a esquerda com caracteristicas nao puras com 1,2cm a controlar.eu gostava de saber se me podia exclarecer sobre o meu problema.obrigada.

Lina Agrela disse...

Olá Marta,
Em relação ao problema apresentado, se leu o artigo por mim apresentado, e a resposta que eu dei a Cátia...provavelmente chegará a uma explicação ao seu problema...no entanto, em relação ao possivel tratamento, poderá não ser o cirúrgico mas, sim a nivel de controlo hormonal...aconselho no entanto para melhor esclarecimento consultar o seu médico...espero a ter ajudado.

Anónimo disse...

Olá, me chamo Rodrigo!
Estava fazendo uma pesquisa na internet e achei seu blog.
E o seguinte, foi diagnosticado em minha esposa um Quisto (Cisto) no ovario esquerdo, os medicos falaram que e preciso cirurgia, pois, o mesmo esta três vezes maior que o utero. Minha pergunta e, apos a retirada do Quisto, onde imagino que ira junto todo o ovario esquerdo, quais são as chances de termos um filho?
Desde já agradeço, pois, achei varias informações na pagina.

Lina Agrela disse...

Olá, Rodrigo
Em primeiro lugar, fiko feliz por ter gostado do meu blog.
Em relação a sua questão, as hipóteses de engravidar não irá variar muito, do que se a sua esposa tivesse os dois ovários, no entanto o que poderá aconteçer é que a produção dos óvulos se esgote mais rápido.
A mulher normalmente tem 2 ovários que se alternam, ou sejá, em cada mês ela libertará 1 óvulo em cada ovário. No caso de ter sido extraído um dos ovários, ela continuará a libertar o óvulo, mas, em vez de ser alternado irá ser sempre do mesmo lado, daí a hípotese de que a produção de óvulos se esgote mais rapidamente.
No entanto, Rodrigo, pra lhe dar um aconselhamento mais fidedigno, deveria ter conheciemnto de mais pormenores, tais como por exemplo, a idade de sua esposa, os resultados ecográficos,o tipo de quisto, etc.
No caso, de a sua mulher ter de fazer a FIV (fertilização in vitro), é lógico que a quantidade de óvulos obtida será menor,nestes casos não é recomendável adiar muito o procedimento.
Espero ter respondido a sua questão.

Anónimo disse...

ola o meu nome é Marco e gostava de saber um o que significa um exame que a minha mulher fez:
-utero de normais dimensoes com contornos regulares e ecoestrutura homogenea.
-linha endometrial nao espessada.
-anexo direito de dimensoes normais com imagens tipo quistica com 14mm de prvavel natureza folicular.
-anexo esquerdo de maiores dimensoes onde se visualiza formaçao quistica com aspecto nao puro com multiplos ecos endoluminais tendo de maior diametro seccionado 45mm.
-fundo de saco douglas livre.
e nas analises o CA19.9 esta alto com o valor 534 U/ml o normal é 37.
Isto apareceu-lhe as 37 semanas de gravidez, a bebe nasceu correu tudo bem ja la vao quase 2 meses esta com este relatorio.
alguem me poe explicar por miudos o que significa isto tudo?
obrigado

Lina Agrela disse...

Olá, Marco... em primeiro lugar quero lhe agradeçer pelo seu comentário...mas, infelizmente , irá ter de recorrer ao seu médico assistente e esclareçer a sua situação...pois, segundo esse relatorio extenso, torna-se complicado explicar por "miúdos" e nem sei se iria responder propriamente a sua questão....porque, pelo k vejo existem muitas dúvidas da sua parte...eu sou apenas enfermeira e naquilo que puder esclareçer, na minha área, pode contar comigo...Obrigado.

Anónimo disse...

ola obrigado pela resposta tao rapida, ja fui ao medico e ja tem operaçao marcada para retirar o quisto maior e tem risco de ser retirado tb o ovario.
pelo que entendi a medica tb nao sabe ao certo o que se passa apenas marcou com urgencia a operaçao e axo que suspeita do pancreas ou figado, pois o marcador CA 19.9 esta mt alto e é essa a procupaçao da medica.
Obrigado,
Marco

Lina Agrela disse...

Marco,quero apenas lhe deixar uma mensagem, tente n stressar antecipadamente....confie na equipa de saúde que segue a sua esposa, tenha pensamento positivo...acredite que tudo correrá pelo melhor....por vezes a ignorancia faz bem... ;) compreendeu?? bjinho grande pra os dois e boa sorte...

Anónimo disse...

Ola chamo me nadia e queria pedir uma ajuda..fiz uma ecografia semana passada e encontraram um cisto:( 30 mm tou com medo....a medica aconselhou voltar a fazer o exame daqui ha 2 messes, achei muito tempo tenho medo que é preciso cirurgia...:((((

Lina Agrela disse...

Olá, Nadia...quero apenas te disser uma coisa, tens de ter pensamento positivo e acreditar que a equipa de saúde quer o melhor para ti....caso seja necessário ir a cirúrgia, tens de ter consciência que é a melhor opção para o teu caso....resta apenas aguardar e pensar positivo.... espero ter ajudado...;) bjinho grande.

Anónimo disse...

olá chamo-me Daniela,
E adorei o seu blog acho que tem informação muito útil, e que me ajuda a perceber melhor o que tenho.
está de parabéns!

beijinho e muito obrigada

Lina Agrela disse...

Obrigada querida Daniela, fico satisfeita ao ver que esclareço algumas dúvidas... bjokas

Elizangela disse...

Adorei,pois conseguir tirar bastante duvidas já estava prelcupada, pois fiz o exame e deu um cisto funcional de 14mm fiquei desesperada.

Brigada mesmo Bjus